Nossa história… agora no Canadá

“Eu queria iniciar uma experiência e não apenas ser vítima de uma experiência não autorizada por mim, apenas acontecida. Daí minha invenção de um personagem. Também quero quebrar, além do enigma do personagem, o enigma das coisas.” Clarice Lispector

rabugenta até …

Bom então é isso, todos os planos estão sendo refeitos. Diríamos que estamos fechados pra balanço, estamos no período de muitas incertezas, então o melhor é deixar o tempo passar, mas é exatamente aí que está o grande problema. Eu sou uma pessoa neurótica por natureza, e toda essa história de Canadá está me deixando muito mais descontrolado e insatisfeita com o mundo do que normalmente sou.

Essa longa espera me tira do sério, e saber que estamos recomeçando do zero novamente é de doer. Na empresa tudo acaba me irritando, pois paciência já não tenho mais, e outra essa coisa de especulação é muito complicado. Hoje estou num projeto, ah perai, mudou tudo, agora você vai pra outro, hummm, não, melhor você voltar ao primeiro e na verdade estou na mesma. Então não tenho ânimo de estudar nada, de melhorar nada. A verdadeira garota enchaqueca.

A única coisa no momento que tento fazer é estudar francês, pois sou um zero a esquerda, e aguardo ansiosamente por janeiro, mês que começa meu intensivo de francês.

Obrigada também pelas mensagens de ânimo, é bom saber que existem pessoas torcendo de verdade por nós 🙂 fico acompanhando seus blogs diariamente também 🙂

Anúncios

dezembro 4, 2008 - Posted by | ano do processo

2 Comentários »

  1. Oi Fabiane, tudo bem?
    Assim como vcs, fizemos a inscrição para o processo após 27 de fevereiro, e como fiz a inscrição no meu nome, a minha profissão também não está na lista. Vi que vc desanimou geral, por acaso vc recebeu alguma correspondência do consulado já negando o seu processo? Vc viu que entrou uma nova categoria de self-employed?
    Gostaria de trocar informações?
    um abraço e não desanime. Eu já estou pensando em alternativas, caso queira discutir a respeito, me mande um email.
    Marina
    mstaciarini@yahoo.com

    Comentário por Marina | dezembro 8, 2008 | Responder

  2. Seria muito estranho se depois desse choque você estive de bem com a vida. Acho que as pessoas a sua volta deve estar entendendo esse seu jeitinho rabugento. Bola pra frente menina, logo isso passa.

    Bejus e inté.

    Comentário por Marcia Gullo | dezembro 10, 2008 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: